Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Pacheco rebate Bolsonaro e diz que “não cabe a entidade privada” auditar eleição

Em mais um ataque à Justiça Eleitoral, presidente da República disse ontem, em sua live, que PL vai contratar auditoria externa para as eleições
Pacheco rebate Bolsonaro e diz que “não cabe a entidade privada” auditar eleição
Foto: Pedro Gontijo/Senado Federal

Em entrevista coletiva concedida há pouco, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), classificou como desnecessária a recontagem de votos por uma entidade privada ou a auditoria de urnas eletrônicas pelas Forças Armadas.

Ontem, como noticiamos, Jair Bolsonaro disse que o PL vai contratar uma empresa de auditoria para auditar as eleições. A fala foi vista como mais um ataque do presidente da República ao processo eleitoral brasileiro.

“Considero que a responsabilidade pelo processo eleitoral cabe a uma justiça especializada no Brasil, que é a liderada pelo TSE. […] Não cabe a nenhuma entidade privada ou instituição a participação na contagem ou recontagem de votos porque isso é pela Justiça Eleitoral”, disse Pacheco (foto, à direita).

“É absolutamente legítima a participação privada dentro de limites, que, obviamente, não é a contagem de votos”, declarou o presidente do Senado.

“Para esses discursos contrários [às urnas eletrônicas], nada é melhor que a transparência, e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem se desincumbido disso. A convicção sobre a regularidade e a normalidade das urnas eletrônicas essas nós já temos. Esse discurso [contra as urnas] esbarra na obviedade de que nós temos um processo eleitoral seguro”, acrescentou.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....