Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Josimar do Maranhãozinho deve desistir de disputar o governo do estado

Sem apoio político, parlamentar já fala em concorrer à reeleição para o cargo de deputado federal, para manter foro privilegiado
Josimar do Maranhãozinho deve desistir de disputar o governo do estado
Divulgação: Câmara dos Deputados

Após ser pego em flagrante com maços de dinheiro oriundo de emendas parlamentares, como revelado com exclusividade pela Crusoé, Josimar do Maranhãozinho (PL-MA) admitiu a aliados que deve desistir da candidatura ao governo do estado.  Ele tem alegado “falta de apoio político”. 

Conforme apurou O Antagonista, o parlamentar foi avisado de que não terá o apoio de Jair Bolsonaro para encabeçar uma disputa majoritária no estado. Na semana passada, em reunião no Palácio do Planalto, aliados de Bolsonaro alertaram o presidente de que ele pode sofrer um desgaste desnecessário, caso tenha seu nome vinculado à candidatura de Maranhãozinho.

Além disso, as principais lideranças do estado, como o governador Flávio Dino (PSB) e a ex-governadora Roseana Sarney (MDB), querem distância do parlamentar.

Por esses fatores, a avaliação dos correligionários de Maranhãozinho é a de que ele concorrerá à reeleição, justamente para manter o foro privilegiado.

“Ele sabe que, se concorrer ao governo, possivelmente perderá. Se insistir, sairá do Congresso para Pedrinhas [unidade prisional de São Luís, na capital do estado]”, disse a O Antagonista um aliado do parlamentar.

O presídio maranhense é considerado um dos mais perigosos do país. A unidade prisional é conhecida nacionalmente por episódios de decapitação de detentos.

Como revelou a Crusoé, a PF imputou a Maranhãozinho os crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa, pelo desvio de recursos de emendas parlamentares.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....