Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

PF diz que Maranhãozinho cometeu peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa

O relatório final da investigação que teve origem em uma reportagem da Crusoé foi entregue ao Supremo na semana passada e está sob sigilo
PF diz que Maranhãozinho cometeu peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa
Reprodução/Crusoé

A PF concluiu o inquérito contra Josimar Maranhãozinho (PL-MA) e imputou a ele os crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa, pelo desvio de recursos de emendas parlamentares, diz a Crusoé.

Há duas semanas, a revista revelou, com exclusividade, imagens do parlamentar com maços de dinheiro oriundo de emendas.

O relatório final foi enviado na semana passada ao STF e está sob sigilo.

Além dessa investigação, o parlamentar também é alvo de um outro inquérito que apura novo esquema de desvios de recursos de emendas parlamentares. Na semana passada, ele foi alvo de uma operação de busca e apreensão da PF.

Segundo a revista, os investigadores listaram os indícios de materialidade e autoria dos crimes no relatório final da Operação Descalabro. Cumprida essa etapa, agora, caberá à Procuradoria-Geral da República decidir se apresenta ou não a denúncia.

Segundo a PF, Maranhãozinho desviou dinheiro de suas emendas parlamentares à área da saúde, de abril a dezembro de 2020. A fraude pode ter gerado prejuízo de 15 milhões de reais aos cofres públicos.

Em nota enviada à revista, a assessoria de Maranhãozinho afirmou que o deputado “sempre se colocou à disposição dos órgãos de apuração, sendo certo, ainda, que sua conduta sempre foi pautada na legalidade”.

Clique aqui e leia a reportagem da Crusoé, aberta para não assinantes.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....