Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

'Assim como foi feito nos governos do PT, Bolsonaro quer tomar conta da Petrobras'

Ex-diretora do BNDES afirma que o presidente não está preocupado em resolver a crise dos combustíveis: "O que ele quer é intervir na empresa e entregá-la ao Centrão"
Assim como foi feito nos governos do PT, Bolsonaro quer tomar conta da Petrobras
Foto: Agência Brasil

Elena Landau (foto), ex-diretora de privatizações do BNDES, afirmou, em entrevista ao jornal O Globo, que Jair Bolsonaro “quer tomar conta da Petrobras”, assim como foi feito em governos do PT.  Para ela, ao trocar novamente o comando da estatal, o presidente não deseja resolver o problema dos preços dos combustíveis, mas sim aparelhar a empresa e fazer um choque de preços com fins eleitoreiros.

Bolsonaro não tem interesse nenhum em resolver o problema dos preços dos combustíveis para quem precisa. Se ele tivesse, já teria feito. Vários países já fizeram subsídio para pessoas que dependem disso para trabalhar no dia a dia. O que ele quer é intervir na empresa e retomá-la para entregá-la ao Centrão. […] O que Bolsonaro quer é tomar conta da empresa, exatamente como foi feito em governos do PT. Vai entregar a diretoria aos amigos. A medida aqui é intervir com fins eleitoreiros”, disse a economista.

No início da semana, José Mauro Coelho, que havia assumido a presidência da Petrobras em 14 de abril deste ano, caiu após ficar pouco mais de um mês no cargo. Caio Mário Paes de Andrade foi indicado pelo governo para o posto.

Como antecipamos, o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, que assumiu o cargo recentemente, tem um projeto para ampliar em até 100 dias o prazo entre reajustes pela Petrobras. A ideia é dar mais previsibilidade ao consumidor, que não sofreria tanto com a variação internacional do barril. No Palácio do Planalto, a medida é considerada “a possível no curto prazo”.

Caso encontre resistência da direção da estatal, o ministro deve atuar por mudanças mais profundas na empresa, que podem incluir também a troca de integrantes do conselho de administração e diretorias (executiva, financeira, relações institucionais e tecnologia).

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....