Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Após Bezerra deixar cargo, líder do MDB vai discutir com a bancada relação com o governo Bolsonaro

Eduardo Braga considera que a derrota do colega na disputa por uma vaga no TCU, na noite de ontem, foi um recado do Planalto para o partido
Após Bezerra deixar cargo, líder do MDB vai discutir com a bancada relação com o governo Bolsonaro
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Eduardo Braga (foto), líder do MDB no Senado, disse a O Antagonista que vai reunir a bancada para discutir o posicionamento do partido em relação ao governo Bolsonaro. A data do encontro, porém, ainda não está marcada.

Como noticiamos mais cedo, o senador emedebista Fernando Bezerra Coelho anunciou que entregou a função de líder do governo Bolsonaro no Senado após a derrota acachapante, na noite de ontem, na disputa por uma vaga no Tribunal de Contas da União (TCU).

“Acho que [a decisão do Bezerra de entregar o cargo] vai além da relação pessoal [com o governo]. Nós ainda não nos reunimos, mas vamos nos reunir. Acho que o que aconteceu ontem com o Fernando foi um esvaziamento do apoiamento do governo ao Fernando e, por via de regra, ao MDB”, disse Braga.

O líder acrescentou que, na volta do recesso parlamentar, a bancada do partido no Senado terá uma “posição pré-estabelecida” sobre o tema.

Atualmente, o MDB também tem a liderança do governo Bolsonaro no Congresso, com o senador Eduardo Gomes, de Tocantins. Questionado se Gomes fica na função, Braga respondeu que ainda não conversou com o colega.

Mais cedo, noticiamos que no entorno de Braga o entendimento é o de que a saída de Bezerra da liderança no Senado foi uma questão pessoal.

Neste mês, o MDB lançou Simone Tebet como pré-candidata à Presidência da República.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....