O que se sabe sobre o caso Rafael Ramos

Jogador do Corinthians foi acusado de racismo por Edenílson, meia do Internacional, e chegou a ser preso no Beira-Rio, estádio em que as equipes se enfrentaram em partida do Brasileirão
Saiba mais

Injúria Racial

O meia Edenílson, do Internacional, alega ter sido chamado de ‘macaco’ pelo lateral Rafael Ramos, do Corinthians

Juiz ciente

O árbitro da partida, Bráulio Machado, foi comunicado da suposta agressão aos 31 minutos do 2º tempo

Conduta

Na súmula, Bráulio relata que Edenílson acusou Ramos de dizer ‘foda-se, macaco’ em uma disputa de bola. Ramos, questionado, garantiu ter dito ‘foda-se, caralho’. Como nenhum membro da arbitragem ouviu o que foi dito, Ramos continuou em campo até ser substituído

Caso de Polícia

Com o encerramento da partida, Edenílson prestou queixa contra Ramos, reafirmando a acusação. Assim, o jogador do Corinthians foi detido em flagrante pelo crime de injúria racial

Desdobramento

O Corinthians quitou a fiança de R$ 10 mil para Ramos responder ao processo em liberdade. Em nota, o clube se posicionou contra o racismo e pontuou que o pagamento da multa não é uma admissão de culpa

O lado de Rafael Ramos

Na saída do estádio, Rafael Ramos conversou com os jornalistas e garantiu que tudo não passou de um mal-entendido: ‘Eu estou aqui com a consciência e cabeça limpas para explicar o que aconteceu. Foi puramente um mal entendido entre mim e o Edenilson’.

O lado de Edenílson

Nas redes sociais, Edenílson escreveu: ‘Boa noite, pessoal, passando aqui apenas para me pronunciar. Eu sei o que ouvi, realmente eu não reagi provavelmente da forma que deveria, pois foi a primeira vez que isso aconteceu comigo e me incomoda o fato de ficar chamando atenção de outra forma que não seja jogando futebol’

Navegue por outras webstories de O Antagonista

Veja mais

Assine