Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ataques na Baixada Santista matam 2 agentes; polícia apura elo com PCC

Quatro policiais foram vítimas de atentados na região do litoral de SP nas últimas 48 horas; para especialista, homicídios têm a marca da facção criminosa
Ataques na Baixada Santista matam 2 agentes; polícia apura elo com PCC
Foto: Reprodução, Google Maps

Quatro agentes de segurança pública foram vítimas de atentados em um intervalo de menos de 48 horas na Baixada Santista, litoral de São Paulo. Dois deles morreram em ataques a tiros neste final de semana, informa o UOL.

A Polícia Civil investiga se há relação entre os crimes e as ações do PCC.

Entre a manhã e o começo da tarde de sábado (25), criminosos atacaram dois policiais penais do Centro de Detenção Provisória de São Vicente (foto), na Baixada Santista —um deles morreu.

Na noite do sábado, um PM escapou de um ataque após trocar tiros com os suspeitos. E, na madrugada do domingo (26), um ex-PM foi morto a tiros de fuzil.

Em comunicado, o Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo levantou a hipótese de relação entre os crimes, citando o assassinato do agente Eduardo Godinho Kundig por três criminosos armados em São Vicente, no dia 1º de dezembro.

“Áudios que circularam pelas mídias sociais davam conta de uma possível organização por parte de criminosos para matar policiais”, afirma a nota.

Ouvido pelo UOL, o professor da FGV Rafael Alcadipani aponta possível ação coordenada do PCC na Baixada Santista.

“O crime não mata agentes do Estado se não houver uma ordem superior. Esses homicídios têm o dedo do PCC. Essas mortes não aconteceram sem a anuência do crime organizado.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....