Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Zelensky rebate declaração antissemita de chanceler da Rússia

Serguei Lavrov alegou que Adolf Hitler "também tinha sangue judeu"; "não tenho palavras", respondeu o presidente da Ucrânia em vídeo nesta segunda
Zelensky rebate declaração antissemita de chanceler da Rússia
Reprodução

Em vídeo divulgado na noite desta segunda (2), Volodymyr Zelensky (foto) rebateu a declaração absurda dada pelo chanceler da Rússia, Serguei Lavrov, horas antes.

Como publicamos, em uma entrevista à TV italiana, o chefe da diplomacia de Vladimir Putin foi questionado sobre a “desnazificação” da Ucrânia —uma das principais mentiras usadas pelo regime russo para justificar a invasão do país vizinho, cujo presidente (Zelensky) é judeu e teve antepassados mortos em campos de concentração.

Lavrov tentou contornar a contradição dizendo: “Posso estar errado, mas Hitler também tinha sangue judeu, o que não significa nada. Os judeus sábios dizem que os antissemitas mais ferrenhos normalmente são judeus”.

A fala, sem nenhum fundamento histórico, provocou forte reação de Israel: “As afirmações são imperdoáveis e ultrajantes, além de serem um erro histórico terrível. Os judeus não se mataram a si próprios no Holocausto”, declarou o chanceler israelense, Yair Lapid.

“Como [Lavrov] pode dizer isso coisa na véspera do aniversário da vitória sobre o nazismo? Essas palavras significam que o principal diplomata da Rússia está responsabilizando o povo judeu pelos crimes nazistas. Não tenho palavras”, disse Zelensky no pronunciamento de hoje.

“Esse comentário antissemita do seu ministro significa que a Rússia se esqueceu de todas as lições da Segunda Guerra Mundial. Ou talvez nunca as tenha aprendido”, acrescentou o presidente ucraniano.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....