Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Rússia restringe acesso ao Google Notícias

Regulador de mídia do regime de Vladimir Putin acusou serviço on-line de divulgar "desinformação" sobre a invasão da Ucrânia; há risco de bloqueio
Rússia restringe acesso ao Google Notícias
Foto: PhotoMIX-Company/Pixabay

O Roskomnadzor, regulador de mídia da Rússia, restringiu o acesso ao serviço on-line Google Notícias sob a acusação de que ele dissemina “informações falsas” sobre a invasão da Ucrânia, registra O Globo.

A decisão foi tomada a pedido da Procuradoria-Geral da Rússia, que acusou o serviço de notícias de dar acesso a “muitas publicações e materiais que contêm informações falsas sobre o desenvolvimento da operação militar especial no território ucraniano”.

O regime de Vladimir Putin, que proíbe a imprensa de chamar a guerra de guerra —é “operação militar especial”, como está no parágrafo anterior—, vem reforçando sua repressão das informações divulgadas na internet desde o início da invasão, em 24 de fevereiro.

O acesso a muitos veículos russos e estrangeiros, como a BBC britânica, foi proibido, e redes sociais como Facebook e Instagram foram declaradas “extremistas” por um tribunal de Moscou. O acesso ao Twitter também foi limitado.

Na semana passada, o regulador da mídia russa acusou a Google (foto) e o YouTube, pertencente à empresa, de “atividades terroristas”, no que pode ter sido o primeiro passo para um bloqueio.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....