Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Rússia reconhece que recrutas sem treinamento foram mandados à Ucrânia

Vladimir Putin dizia que só soldados e oficiais profissionais haviam sido mandados ao combate; alguns novatos foram feitos prisioneiros, disse Defesa russa
Rússia reconhece que recrutas sem treinamento foram mandados à Ucrânia
Reprodução

O Ministério da Defesa da Rússia reconheceu nesta quarta (9) que recrutas recém-alistados foram mandados à guerra na Ucrânia, depois de Vladimir Putin ter negado isso em várias ocasiões, dizendo que só soldados e oficiais profissionais tinham sido enviados ao combate, informa a agência Reuters.

Agora, a pasta afirma que alguns recrutas que serviam em unidades de abastecimento foram feitos prisioneiros pelo Exército ucraniano desde o início da invasão do país (foto), em 24 de fevereiro.

Citando o porta-voz Dimitri Peskov, a agência de notícias RIA, ligada ao Kremlin, afirmou que Putin ordenou a abertura de uma investigação para punir os funcionários responsáveis por desobedecer às suas instruções de excluir recrutas da operação.

Algumas associações de mães de soldados na Rússia advertiram que vários recrutas tinham ficado incomunicáveis no início do que o Kremlin chamou de “operação militar especial” na Ucrânia, sugerindo que eles poderiam ter sido enviados para a invasão sem treinamento adequado. O Kremlin e as autoridades militares vinham negando esse fato.

Ou seja, Putin não é apenas um assassino de civis ucranianos: está matando também jovens russos.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....