Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Otan está pronta para o conflito na Europa, diz chefe da aliança

Tensões entre Rússia e Ucrânia estão no ponto mais alto dos últimos anos
Otan está pronta para o conflito na Europa, diz chefe da aliança
Jens Stoltenberg

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg (foto), alertou que a presença militar russa na fronteira com a Ucrânia representa um risco “real” de conflito e que a aliança deve estar preparada para o caso de fracasso nos esforços diplomáticos.

As tensões entre os dois países estão no ponto mais alto dos últimos anos. A aliança advertiu Moscou para abandonar a política externa beligerante e cooperar com o Ocidente.

“Estou ciente da história da Rússia. Durante séculos, eles enfrentaram conflitos com vizinhos”, disse Jens Stoltenberg ao Financial Times. “[Mas] a Rússia tem uma alternativa: cooperar, trabalhar com a Otan.”

Os Estados Unidos e aliados acusam a Rússia de preparar uma invasão depois de concentrar 100 mil soldados perto da fronteira com a Ucrânia. Os países ocidentais tentam dissuadir Vladimir Putin de atacar o vizinho. As tensões na fronteira nunca estiveram tão altas desde anexação da Crimeia pela Rússia, em 2014. Os russos são apoiados por separatistas ucranianos e Moscou não admite que a Ucrânia se integre à Otan, por considerar que a ex-república soviética está na sua esfera de influência.

Recentemente, Joe Biden advertou Putin sobre a resposta dos Estados Unidos e aliados a outra invasão da Ucrânia, mas a saída vexaminosa dos americanos do Afeganistão parece ter deixado o líder russo mais à vontade nas suas pretensões imperialistas — assim como vem ocorrendo com a China em relação a Taiwan.

“Temos que aguardar e trabalhar duro para o melhor, mas devemos estar preparados para o pior”, afirmou Stoltenberg.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....