Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

OMS muda orientação e recomenda ampliação da dose de reforço

É mais urgente aplicar a dose de reforço nos grupos de prioridade mais elevada do que vacinar os grupos de menor risco
OMS muda orientação e recomenda ampliação da dose de reforço
Foto: neelam279/Pixabay

Um grupo de pesquisadores a serviço da OMS recomendou nesta sexta (21) a ampliação do uso de doses de reforço de vacinas contra a Covid.

A orientação foi publicada no site da organização.

“Dentro de um grupo prioritário, aumentar a taxa de cobertura do esquema primário de vacinação tem um impacto maior na redução de hospitalizações e mortes por dose do que o uso de suprimento de vacina equivalente para aumentar a taxa de cobertura da dose de reforço”, escreveram os pesquisadores.

Por outro lado, considerando-se “todos os grupos de uso prioritário, aumentar a taxa de cobertura da dose de reforço para grupos de prioridade mais alta geralmente produz maiores reduções em doença grave e morte do que o uso de suprimento equivalente de vacina para aumentar as taxas de cobertura da série primária de vacinação dos grupos de uso prioritário mais baixo”.

Dito de outra forma: é mais urgente aplicar a dose de reforço nos grupos de prioridade mais elevada do que vacinar os grupos de menor risco.

Na orientação anterior, publicada em julho de 2021, os pesquisadores ainda estudavam os impactos das doses de reforço. A ideia da OMS era priorizar a vacinação primária nos países mais pobres antes da aplicação da dose de reforço em países ricos.

Leia mais:

Grupo de cientistas da OMS cogita necessidade de novas vacinas para combater Ômicron

Diretor da OMS diz que aplicar dose de reforço agora é “imoral”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....