Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ômicron muito mais contagiosa e mais branda, sugerem estudos

Drauzio Varella ponderou que os cuidados devem ser mantidos diante do avanço da variante e disse que "o ideal" seria evitar aglomerações no Réveillon
Ômicron muito mais contagiosa e mais branda, sugerem estudos
Foto; NIAID/NIH

O New York Times noticia que novos estudos em animais de laboratório e tecidos humanos indicam que a variante Ômicron causa doença mais branda do que as versões anteriores do novo coronavírus.

“Em estudos com ratos e hamsters, a Ômicron produziu infecções menos prejudiciais, muitas vezes limitadas às vias respiratórias superiores: nariz, garganta e traqueia. A variante causou muito menos danos aos pulmões, onde as cepas anteriores costumavam causar cicatrizes e sérias dificuldades respiratórias”, diz trecho da reportagem traduzida pelo Valor.

Roland Eils, biólogo computacional do Instituto de Saúde de Berlim, afirmou ao jornal americano que “é justo dizer que a ideia de uma doença que se manifesta principalmente no sistema respiratório superior está surgindo”.

Em entrevista mais cedo à GloboNews, Drauzio Varella ponderou que os cuidados devem ser mantidos diante do avanço da Ômicron.

“Desde o começo da pandemia, eu nunca vi tanta gente infectada. É um número absurdo. Essa variante é muito contagiosa, é a mais contagiosa de todas. Olha o que está acontecendo em outros países, na Europa, nos Estados Unidos.”

Para Varella, “o ideal” seria não haver aglomerações no Réveillon.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....