Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Nova onda vermelha na América Latina esbarra na queda de popularidade

Caso mais emblemático é o do presidente chileno Gabriel Boric, que viu sua aprovação despencar
Nova onda vermelha na América Latina esbarra na queda de popularidade
Gabriel Boric

A eleição de diversos governantes de esquerda na América Latina, seja com a escolha de prepostos ou com a formação de coalizões partidárias, fez com que se especulasse sobre o surgimento de uma nova “onda vermelha” na região, diz a Crusoé.

“Seria uma repetição dos anos 2000, quando houve uma predominância de governantes bolivarianos. A nova onda, contudo, tem esbarrado no penhasco da impopularidade. O caso mais emblemático é o do presidente chileno Gabriel Boric [foto], que despontou como uma promessa de renovação política.”

“Em dois meses de mandato, sua aprovação despencou de 58% para 24%. Ele já está pior que o presidente argentino Alberto Fernández, com 26%, e que o peruano Pedro Castillo com 25%. O venezuelano Nicolás Maduro, especula-se, não chega a 15%.”

LEIA MAIS AQUI; assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....