Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Líderes apoiam candidatura "imediata" da Ucrânia à União Europeia

Emmanuel Macron, Mario Draghi e Olaf Scholz reuniram-se nesta quinta-feira em Kiev com Volodymyr Zelensky, que deve participar da próxima reunião do G7
Líderes apoiam candidatura “imediata” da Ucrânia à União Europeia
Foto: Presidência da Ucrânia

Os líderes de França, Itália e Alemanha —Emmanuel Macron, Mario Draghi e Olaf Scholz—, ao lado do presidente da Romênia, Klaus Iohannis (foto), concederam entrevista coletiva nesta quinta-feira (16) após participar de reunião com Volodymyr Zelensky em Kiev.

Os chefes de governo europeus declararam seu apoio à candidatura “imediata” da Ucrânia à União Europeia diante da invasão da Rússia, que deve completar quatro meses no final de junho.

“Nós quatro apoiamos o status [da Ucrânia] de candidato imediato ao bloco”, declarou Macron, acrescentando que a candidatura tem de seguir um roteiro e levar em conta a situação nos Bálcãs e nos países vizinhos, especialmente a Moldávia. “A mensagem mais importante da nossa visita é que a Itália quer a Ucrânia na UE”, acrescentou Draghi.

Na coletiva, o presidente ucraniano voltou a afirmar que a agressão russa contra a Ucrânia “é uma agressão contra toda a Europa”. Segundo Olaf Scholz, Zelensky aceitou um convite para participar da próxima reunião do G7, na Alemanha, no final deste mês.

Antes da entrevista conjunta, Macron, Draghi e Scholz foram levados a Irpin, cidade próxima a Kiev, alvo de violentos ataques russos antes da retomada pelas forças ucranianas.

O presidente francês afirmou aos repórteres ter visto “os vestígios, as cicatrizes da barbárie” na cidade em ruínas. “É ainda pior quando você vê o quão terrivelmente sem sentido é a violência que estamos testemunhando aqui”, declarou o chanceler alemão.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....