Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Biden reafirma promessa de indicar mulher negra à Suprema Corte

Discurso na Casa Branca foi ao lado de Stephen Breyer, que confirmou que vai se aposentar até julho
Biden reafirma promessa de indicar mulher negra à Suprema Corte
Reprodução/Casa Branca/Facebook

Joe Biden reiterou nesta quinta (27) sua promessa de campanha de indicar uma mulher negra para uma vaga na Suprema Corte.

“Não tomei decisão, exceto uma: a pessoa que vou indicar será alguém com extraordinárias qualificações, caratér, experiência e integridade”, disse Biden, em discurso na Casa Branca ao lado do juiz Stephen Breyer, que anunciou que vai se aposentar.

“E essa pessoa será a primeira mulher negra indicada à Suprema Corte dos Estados Unidos. [Essa indicação] está muito atrasada, na minha visão. Fiz esse compromisso na minha campanha presidencial, e vou mantê-lo”, acrescentou.

Biden agradeceu Breyer pelas décadas de serviço na Corte e relembrou que presidia a ‘CCJ’ do Senado americano em sua sabatina.

Breyer foi indicado ao cargo pelo então presidente Bill Clinton e está na Corte desde 1994.

Breyer confirmou publicamente hoje sua intenção de se aposentar, revelada ontem (26) pela emissora americana NBC News. Em carta a Biden divulgada pela Suprema Corte, ele afirma que vai deixar o cargo durante o recesso de verão, no fim de junho ou começo de julho, pressupondo que até lá sua sucessora já terá sido confirmada pelo Senado.

Nos Estados Unidos, os cargos na Suprema Corte são vitalícios. A prática de se aposentar durante o mandato de um presidente do mesmo partido que indicou o juiz é chamada de “aposentadoria estratégica”.

Breyer, de 83 anos, é hoje o juiz mais velho da Corte, embora não o mais antigo. O decano é Clarence Thomas, indicado por George H.W. Bush.

Leia mais:

Juiz indicado por Bill Clinton anuncia aposentadoria da Suprema Corte dos EUA, diz TV

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....