Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Com avanço da Ômicron, Itália e Reino Unido aprovam uso de 'pílula contra a Covid'

Anúncios foram feitos na mesma semana em que países bateram novo recorde de casos diários da doença em razão da nova variante
Com avanço da Ômicron, Itália e Reino Unido aprovam uso de pílula contra a Covid
Foto: Pixabay

A Itália (na foto, Veneza) autorizou ontem o uso de dois antivirais, molnupiravir e remdesivir, no tratamento contra a Covid. No mesmo dia, o país bateu novo recorde de casos diários da doença, superando pela primeira vez a marca de 100 mil contágios em um único dia.

Os medicamentos poderão ser usados em pacientes não hospitalizados e com doença leve a moderada, com considerado alto risco para desenvolvimento de sintomas graves. A decisão foi anunciada pela Comissão Técnica-Científica (CTS) da Agência Italiana de Medicamentos (Aifa).

Já o Reino Unido aprovou hoje o uso de Paxlovid, antiviral da Pfizer, no tratamento da Covid. Em comunicado, a MHRA, a agência reguladora de produtos de saúde e medicamentos, recomenda que a pílula poderá ser tomada por maiores de 18 anos também com infecção de leve a moderada, e que tenham ao menos um fator de risco de agravamento da doença.

Como temos registrado, o surto global da variante Ômicron tem levado diversos países, sobretudo da Europa, a registrarem recordes de diagnósticos da doença neste fim de 2021.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....