Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

FDA suspende uso de dois tratamentos contra Covid aprovados pela Anvisa

Infusões intravenosas de anticorpos monoclonais comercializadas no Brasil pela Roche e pela Eli Lilly não funcionam contra Ômicron, segundo agência americana
FDA suspende uso de dois tratamentos contra Covid aprovados pela Anvisa
Foto: stux/Pixabay

A FDA, a ‘Anvisa’ americana, suspendeu na noite dessa segunda (24) as autorizações para dois tratamentos contra a Covid com anticorpos monoclonais, por entender que são ineficazes contra a Ômicron. Ambos foram aprovados no Brasil pela Anvisa.

Os tratamentos são o casirivimabe + imdevimabe e o banlanivimabe + etesivimabe, ambos administrados por via intravenosa, dentro do hospital. Não são, portanto, comprimidos.

No Brasil, esses tratamentos foram aprovados pela Anvisa em abril e em maio de 2021, respectivamente — muitos meses antes da identificação da variante Ômicron.

“Como os dados mostram que é altamente improvável que esses tratamentos sejam ativos contra a variante Ômicron, que circula em frequência muito alta nos Estados Unidos, esses tratamentos não estão autorizados para uso em nenhum estado, território e jurisdição dos EUA no momento. No futuro, se houver probabilidade de pacientes em determinadas regiões geográficas serem infectados ou expostos a uma variante suscetível a esses tratamentos, o uso desses tratamentos poderá ser autorizado nessas regiões”, diz a nota da FDA à imprensa.

A agência acrescentou que há outras terapias com altas chances de funcionarem contra a Ômicron, como o remdesivir, o Paxlovid, o sotrovimabe e o molnupiravir.

Leia mais:

5×0: Anvisa aprova uso emergencial de coquetel hospitalar da Eli Lilly contra Covid

5×0: Anvisa aprova uso emergencial de infusão da Roche contra Covid

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....