Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Estudo em Israel mostra efetividade de 88% da vacina da Pfizer contra hospitalizações

Dados são contestados por cientistas e contrastam com estudos em outros países
Estudo em Israel mostra efetividade de 88% da vacina da Pfizer contra hospitalizações
Foto: Tony Winston/MS

O Ministério da Saúde de Israel publicou nesta quinta (22) dados que mostram uma efetividade da vacina da Pfizer de 88% para impedir a hospitalização e de 91% para impedir casos graves de Covid.

Os dados também mostram uma efetividade de apenas 40,5% para proteger contra sintomas de Covid, uma taxa bem mais baixa do que a observada em outros estudos em outros países.

Segundo o jornal The Times of Israel, os dados oficiais estão sujeitos a vários erros, inclusive por causa da falta de informações precisas sobre infecções entre não-vacinados.

Os dados israelenses sugerem que a imunidade fornecida pelas vacinas cai ao longo do tempo. A proteção entre os vacinados em abril, por exemplo, foi maior do que a registrada entre quem se vacinou em janeiro.

Médicos ouvidos pelo jornal israelense dizem que os dados podem refletir um viés, já que entre os vacinados mais cedo estão os mais velhos e pessoas com comorbidades.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....