Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"É preciso ajudar a África do Sul", diz brasileiro que rastreou nova variante

O presidente do Centro para Resposta à Epidemias e Inovação da África do Sul, Tulio de Oliveira, alertou para o aumento nas infecções
“É preciso ajudar a África do Sul”, diz brasileiro que rastreou nova variante
Imagem: Gerd Altman/Pixabay

O cientista brasileiro Tulio de Oliveira, que preside o Centro para Resposta à Epidemias e Inovação da África do Sul, afirmou que é preciso ajudar o país a conter a nova variante do coronavírus.

“Faço um apelo para bilionários e instituições financeiras. Temos sido muito transparentes com as informações científicas. Identificamos, tornamos os dados públicos e alertamos, pois as infecções estão aumentando. Fizemos isso para proteger nosso país e o mundo, apesar de sofrermos potencialmente uma discriminação massiva, disse o cientista ao Estadão.

Como mostramos, a variante, conhecida como B.1.1.529, foi identificada pela primeira vez em Botsuana e tornou-se dominante na África do Sul bem mais rapidamente que as cepas Beta e Delta.

A África do Sul e a África precisarão de apoio (financeiro, de saúde pública, científico) para controlá-la para que não se espalhe pelo mundo. Nossa população pobre e carente não pode ficar presa sem apoio financeiro.”

Nesta sexta-feira, 26, o governo sul-africano fará uma sessão de urgência com a Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a evolução do vírus.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....