Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Diretor da OMS para a Europa diz que vacinação obrigatória deve ser "último recurso"

Áustria foi primeiro país do Ocidente a adotar a medida, que vai valer a partir de fevereiro de 2022
Diretor da OMS para a Europa diz que vacinação obrigatória deve ser “último recurso”
Reprodução/WHO Regional Office for Europe/YouTube

O diretor regional da OMS para a Europa, Hans Kluge, disse nesta terça (7) que a vacinação obrigatória deve ser usada apenas como último recurso.

“Meu terceiro apelo é não obrigar a vacinação se você não tiver entrado em contato primeiro com as comunidades. Obrigações sobre vacinação são um último recurso, e apenas aplicáveis quando todas as outras opções viáveis para melhorar a aceitação da vacinação foram esgotadas”, disse, em pronunciamento transmitido por um canal da OMS no YouTube.

Os outros dois apelos de Kluge foram passar da reação para a estabilização e criar ambientes seguros contra a Covid para as crianças estudarem.

“O efeito que a vacinação obrigatória pode ter na confiança pública, bem como na aceitação da vacinação, deve ser considerado: o que é aceitável em uma sociedade e comunidade pode não ser eficaz e aceitável em outra”, acrescentou Kluge.

Até hoje na Europa, apenas o governo da Áustria anunciou vacinação obrigatória para todos. A partir de fevereiro de 2022, os não-vacinados serão multados.

No Brasil, onde não há obrigações do tipo, mais de 90% dos adultos já receberam pelo menos a 1ª dose.

Leia mais:

Presidente da Comissão Europeia defende discussão sobre vacinação obrigatória

Alemanha anuncia lockdown para não vacinados

Lockdown e vacina obrigatória na Áustria

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....