Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Biden: “É tempo de curar a América”

Biden: “É tempo de curar a América”
Reprodução/Joe Biden/YouTube

Joe Biden fez na noite deste sábado (7) seu primeiro discurso como presidente eleito. Foi em Wilmington, no estado do Delaware, seu domicílio eleitoral.

Biden começou o discurso cumprimentando o povo do Delaware, políticos locais e sua irmã.

Biden disse que os eleitores deram à chapa dele “uma vitória clara e convincente, uma vitória para ‘Nós o Povo’”, e com o maior número de votos já dados a um candidato em uma eleição americana, 74 milhões.

“Prometo ser um presidente para unir, não dividir”, afirmou. Voltou a repetir uma frase de Obama, de que não enxergará ‘estados vermelhos’ [republicanos] e ‘estados azuis’ [democratas],  mas os Estados Unidos da América.

Assim como a vice Kamala, Biden agradeceu aos mesários e voluntários que foram trabalhar na contagem de votos durante a pandemia: “Eu devo a vocês, eu devo tudo”. E afirmou que vai coordenar um esforço a partir do primeiro dia de governo para derrotar o vírus da Covid-19.

Biden destacou a diversidade da coalizão que apoiou sua candidatura, e agradeceu especialmente aos negros americanos.

Biden também ss dirigiu aos eleitores de Trump. Disse que os entende: “Eu também perdi algumas vezes”. E pediu: “Temos que parar de tratar nossos adversários como inimigos. Não são nossos inimigos, são americanos”.

“Que esta era sombria de demonização nos Estados Unidos comece a terminar – aqui e agora. A recusa de democratas e republicanos em cooperar uns com os outros não se deve a alguma força misteriosa fora de nosso controle.”

“A Bíblia nos diz que para tudo há um tempo – um tempo para construir, um tempo para colher, um tempo para semear. E um tempo para curar. Esta é a hora de curar (a América).”

Biden prometeu trabalhar para combater o racismo sistêmico e as mudanças climáticas.

“Sou um orgulhoso democrata. Mas vou governar como presidente americano”, acrescentou, voltando a pedir união.

Biden citou exemplos de outros presidentes unificadores: Abraham Lincoln, Roosevelt, John Kennedy e o amigo Barack Obama.

“Hoje à noite, o mundo inteiro está observando a América”, disse. “Vamos liderar não só pelo exemplo da força, mas pela força do exemplo”.

“Vamos ser a nação que sabemos que podemos ser”, conclamou. “Não há nada que tenhamos tentado que não conseguimos fazer”.

“Meu avô dizia: Joey, mantenha a fé; a minha avó: não, Joey, espalhe a fé. Que Deus abençoe a América e que Deus proteja nossas tropas. Obrigado, obrigado”, encerrou.

Joe Biden serviu como senador pelo Delaware por seis mandatos, de 1973 a 2009.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....