Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Battisti: "Evo é um traidor e covarde"

O ex-terrorista responsabiliza o ex-presidente boliviano pela sua prisão; ele também disse que foi mantido em um centro de espionagem na Bolívia
Battisti: “Evo é um traidor e covarde”
Reprodução: Youtube/ SBT News

Em entrevista à Folha, Cesare Battisti (foto) chamou Evo Morales de “traidor e covarde”. O ex-terrorista italiano fugiu para a Bolívia após a vitória de Jair Bolsonaro nas eleições de 2018. Lá, o então presidente boliviano o entregou para as autoridades da Itália.

Battisti disse ao jornal que foi recepcionado por um representante do Movimento ao Socialismo, partido de Evo. Também afirmou que, quando estava em Santa Cruz de la Sierra, foi mantido num “alojamento dentro de um centro de monitoramento informatizado, montado pelo serviço de inteligência boliviano para espiar a oposição”.

O ex-terrorista responsabiliza o ex-presidente boliviano pela sua prisão, chamada por ele de “sequestro”. Como foi expulso da Bolívia, e não extraditado do Brasil, o processo julgado pelo STF em 2010 que determinava que, se Battisti retornasse para a Itália, ele ficaria no máximo 30 anos preso, perdeu o efeito.

“Ele poderia ao menos me fazer ser preso, eu iria responder na Justiça e a extradição seria negada por prescrição e delito político. Evo se vendeu sem escrúpulo. Um gesto desprezível de um homem indigno que revelou toda sua obscenidade meses depois, ao abandonar o próprio povo aos golpistas para fugir.”

Mais notícias
TOPO
×
Oferecimento....