Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Acusado de tráfico de drogas, ex-chefe de combate às drogas na Bolívia é preso

Maximiliano Dávila é acusado de tráfico e enriquecimento ilícito; para analista, prisão é tentativa da gestão Luis Arce de limpar a imagem de Evo Morales
Acusado de tráfico de drogas, ex-chefe de combate às drogas na Bolívia é preso
Foto: Reprodução, Bolivia TV

O coronel Maximiliano Dávila (foto), ex-chefe da Força Especial de Luta contra o Narcotráfico da Bolívia, foi preso no último sábado, 22, acusado de narcotráfico e enriquecimento ilícito.

De acordo com o Ministério de Governo da Bolívia, Dávila estava sob investigação da agência antidrogas americana, a DEA —expulsa do país no governo de Evo Morales, em 2008.

Ouvido por Crusoé, o cientista político Carlos Cordero disse acreditar que se trata de uma ação do governo de Luis Arce, “poste” de Evo, para limpar a imagem do patrono: “É um expurgo dentro da polícia”.

LEIA AQUI a reportagem de Duda Teixeira na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....