Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"A China pede contenção necessária para evitar que a situação saia do controle"

De saída do Brasil, o embaixador Yang Wanming defendeu "esforços diplomáticos", mas quis ponderar que "os países devem fazer uma reflexão" sobre a guerra
“A China pede contenção necessária para evitar que a situação saia do controle”
Foto: wikimedia commons

O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, que vai voltar ao seu país para assumir outras funções, disse à Folha, ao comentar a guerra na Ucrânia, que “defende o respeito à soberania e à integridade territorial de todos os países”, mas ponderou que “os países devem fazer uma reflexão sobre as causas da situação atual”.

Ele criticou a Otan e afirmou que “a mentalidade da Guerra Fria deve ser descartada”.

“Após cinco rodadas consecutivas de expansão rumo ao leste pela Otan, a conjuntura de segurança no Leste Europeu já foi alterada há muito tempo, e a situação está extremamente instável.”

O embaixador chinês também disse que “a China pede que as partes mantenham a contenção necessária para evitar que a situação saia do controle”.

“A China apoia e encoraja todos os esforços diplomáticos que levem a uma resolução pacífica.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....