Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Urgente: TCU forma maioria a favor de privatização da Eletrobras

Seis ministros já votaram a favor da desestatização da empresa
Urgente: TCU forma maioria a favor de privatização da Eletrobras
Foto: Divulgação

Em julgamento desta quarta-feira, o Tribunal de Contas da União (TCU) formou maioria a favor da  privatização da Eletrobras.

Votaram a favor da privatização da companhia os ministros Aroldo Cedraz, relator do processo, Benjamim Zymler, Jorge Oliveira, Bruno Dantas, Walton Alencar Rodrigues e Augusto Nardes.

O julgamento foi retomado hoje após um pedido de vista do ministro Vital do Rêgo.

No início do julgamento, o ministro se manifestou contrário à privatização da companhia e chegou a pedir mais tempo para analisar o caso. Os demais integrantes da Corte negaram um novo pedido de vista. Agora, com a decisão, o governo federal está autorizado a retomar o processo de desestatização da Eletrobras.

Em fevereiro deste ano, a Corte aprovou a primeira fase do processo de privatização que consistia na análise do chamado “bônus de outorga”. O TCU votará agora a segunda e ultima fase, na qual os ministros analisam o modelo de venda proposto pela União, incluindo faixa de valor das ações a serem ofertadas na bolsa de valores.

Se a privatização for aprovada, o processo deve começar em junho, de acordo com o CEO da estatal, Rodrigo Limp. Assim, a companhia pode ser a única grande empresa a ser vendida durante a gestão Jair Bolsonaro.

Em relação à Eletrobras, o governo federal optou por privatizar a empresa por meio de oferta de novas ações da empresa na bolsa de valores. Assim, a União, gradualmente, deixará de ser acionista controladora da companhia. O Palácio do Planalto espera arrecadar até R$ 25 bilhões com a venda de papéis da empresa.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....