Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Servidores beneficiados com reajuste de R$ 1,7 bi ainda não foram definidos, diz Economia

"Não está definido como serão alocados os recursos", afirma secretário Paulo Valle; funcionários da Receita pressionam governo após promessa de aumento à PF
Servidores beneficiados com reajuste de R$ 1,7 bi ainda não foram definidos, diz Economia
Foto: Pedro França/Agência Senado

O secretário do Tesouro Nacional, Paulo Valle (foto), afirmou nesta quarta-feira, 29, que ainda não existe definição sobre de que forma será aplicado o R$ 1,7 bilhão reservado pelo governo no Orçamento de 2022 para reajustes do funcionalismo.

Servidores da Receita Federal têm pressionado o governo por aumentos depois da promessa de Jair Bolsonaro de conceder reajustes aos policiais federais, categoria que é uma de suas bases eleitorais.

“A gente sabe que é uma preocupação. Já tem mais de dois anos que não há reajuste salarial. (…) Mas, na discussão orçamentária, em princípio, foi enviada uma proposta sem reajuste salarial e, depois, foi aprovada com R$ 1,7 bilhão. Essa discussão ainda está por ser feita. Ainda não está definido como serão alocados esses recursos”, disse Valle, desconversando sobre as negociações internas.

LEIA AQUI a reportagem de Ana Viriato na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....