Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Estados dizem que perderão R$ 83,5 bi após ‘teto do ICMS’; governadores tentam adiar regra

Chefes de Poder Executivo afirmam que batalha na Câmara é "perdida" e querem que o texto tenha vigência apenas a partir de 2024
Estados dizem que perderão R$ 83,5 bi após ‘teto do ICMS’; governadores tentam adiar regra
Foto: Andreas/Pixabay

Em documento divulgado há pouco, os governadores afirmam que o projeto de lei que estabelece um teto de 17% para as alíquotas de ICMS sobre combustíveis, energia, telecomunicações e transporte público vai gerar perdas da ordem de R$ 83,5 bilhões.

Segundo cálculos do Comitê Nacional de Secretários Estaduais de Fazenda (Comsefaz), para 2022 há uma projeção de perda de arrecadação da ordem de R$ 64,2 bilhões por conta dos sucessivos aumentos no preço da gasolina. Na visão dos secretários, o aumento de até 30% no valor dos combustíveis ao longo deste ano deve reduzir o consumo nos estados.

Os governadores acreditam a proposta será aprovada na Câmara e classificam a batalha como “perdida”. Agora, eles tentam convencer os parlamentares a aprovar um dispositivo para que o projeto tenha vigência apenas em 2024.

Eles ressaltam que o gatilho de 5% não será suficiente para cobrir as perdas após a sanção do projeto de lei.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....