Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Campos Neto e Guedes serão alvos de protestos de servidores

Sindicatos e associações do funcionalismo público prometem fazer manifestações amanhã (18) no Banco Central e no Ministério da Economia
Campos Neto e Guedes serão alvos de protestos de servidores
Foto: José Cruz/Agência Brasil

Servidores públicos federais prometem fazer amanhã (18) uma paralisação, com manifestações por reajustes salariais.

Às 10h, os trabalhadores farão um protesto no Banco Central (BC), em Brasília; e às 14h, no Ministério da Economia, onde Paulo Guedes despacha.

O movimento ganhou força após o Congresso aprovar o Orçamento de 2022 com uma reserva de recursos de R$ 1,7 bilhão para reajustar, em tese, apenas os salários das carreiras policiais.

Paulo Guedes é contra a concessão de reajustes para servidores. Segundo o ministro, o aumento de salários pressionaria a inflação e afetaria negativamente as contas públicas, já em frangalhos. A decisão final sobre o assunto, como mostramos, cabe ao presidente Jair Bolsonaro.

São esperados nas manifestações servidores da Receita Federal, do BC, da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), da Controladoria-Geral da União (CGU), do Tesouro Nacional, servidores da Superintendência de Seguros Privados( Susep), das agências de regulação, do Itamaraty, auditores do trabalho, auditores fiscais federais agropecuários, gestores, além de servidores do Legislativo, do Judiciário e do Tribunal de Contas da União (TCU).

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....