Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

O karaokê de Janja

O karaokê de Janja
Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação

Lula vai se casar com Janja nesta quarta-feira. 

Ela está visivelmente deslumbrada com o presente de casamento que Lula lhe deu: o PT.

Diz a Folha de S. Paulo:

“Pessoas próximas ao ex-presidente afirmam que, antes de ser companheira de Lula, ela é militante, tem suas opiniões e contribui com ideias nas reuniões das quais participa. Janja tem batido carteirinha nos encontros da coordenação da pré-campanha.

Ela também participa de reuniões na Fundação Perseu Abramo, ligada ao PT, e chegou a dar palpites sobre a escolha do marqueteiro da pré-campanha (…).

A participação ativa de Janja, por outro lado, tem causado ciúmes e incômodo em petistas, que acreditam que ela comete ‘excessos’. Esse desconforto não é tratado publicamente e não tem sido levado ao ex-presidente.

No lançamento da chapa, por exemplo, apenas Lula e o ex-governador Geraldo Alckmin estavam previstos para discursar. Com presidentes dos partidos da coligação e aliados no palco, entre eles a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), ex-governadores e ex-prefeitos, foi Janja quem conseguiu ter o microfone nas mãos”.

Se o eleitorado não arrancar-lhe o microfone em outubro, teremos de ouvir o karaokê de Janja pelos próximos quatro anos.

Aliás, foi o que mostrou a reportagem da Crusoé sobre o risco Lula (ou risco Janja).

Releia aqui:

“O casamento de Lula com a socióloga Rosângela da Silva, uma paulista de 55 anos mais conhecida pelo apelido Janja, está marcado para o dia 18 de maio. As proclamas já foram feitas em um jornal de São Bernardo do Campo. Mas os detalhes da cerimônia e da festa, que deve receber cerca de 150 pessoas, são mantidos em segredo. O namoro entre os dois tornou-se público em 2019, quando Lula deixou a cadeia. Ela, que o havia visitado várias vezes durante a prisão, o aguardava na porta da Polícia Federal, em Curitiba. Pouco antes, Lula já havia confidenciado a amigos que estava apaixonado por uma amiga da época das Caravanas da Cidadania, que aconteceram entre 1993 e 1996. Mais recentemente, Lula deu um sentido político ao desejo de casar, aos 76 anos de idade: Vou casar em uma demonstração de minha crença no futuro do Brasil.’ Janja é filiada ao PT desde 1983 e se descreve como uma militante de carteirinha. Ao contrário de Marisa Letícia, ela gosta de falar de política e é bastante ativa nas redes sociais – onde também publica imagens descontraídas de Lula e o chama de BOY. Petistas creditam a Janja a inclusão de temas jovens, como alimentação saudável e defesa dos animais, no repertório de Lula. Quando pedem ao candidato petista que comente alguma publicação ou opinião da noiva, ele costuma replicar que ela tem voz própria. Mas é fato notório que a influência da noiva sobre o candidato é crescente e preocupante para os setores mais moderados do PT, porque Janja estimularia Lula a ser ainda mais lacrador nas suas declarações. Como é natural em relação a uma possível primeira-dama, a história dela vem sendo escrutinada e rendeu um episódio nebuloso: em 2003, primeiro ano do primeiro mandato de Lula, ela conseguiu um emprego na estatal Itaipu. Aparentemente, sem passar pelos processos usuais de seleção. Como primeira-dama, Janja pode ser mais ativa do que o recomendável.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....