Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

E agora, STF?

E agora, STF?
Foto: Alan Santos/PR

“A PEC do Desespero é uma violência contra a Constituição e o Estado Democrático de Direito”, diz o Estadão, em editorial.

Uma ação estatal que até agora sempre foi proibida – a criação de benefício social em ano de eleições – passará a ser subitamente autorizada com a aprovação da PEC do Desespero (…).

A PEC não é apenas rigorosamente antidemocrática, mas explicitamente antijurídica. Na manobra forjada pelo governo Jair Bolsonaro, nada é sutil. O deboche com a ordem jurídica é escancarado. O governo que passou os últimos dois anos negando a gravidade da pandemia quer decretar agora um inexistente estado de emergência’ porque é um atalho malandro para burlar as limitações fiscais e eleitorais.”

O jornal cobra uma resposta do STF:

“Na tramitação de uma PEC, o Congresso está submetido a normas que o STF tem a missão de defender. Afinal, a Constituição de 1988, a despeito das aparências, ainda está em vigor – e vale mais do que a manobra ilegal e autoritária de um governante desesperado em manter-se no poder.”

Não vale, não. É inútil confiar no STF. Os ministros devem empurrar qualquer decisão sobre o assunto para depois do voto.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....