Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A máquina do tempo lulista

A máquina do tempo lulista
Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

Rui Falcão tem 78 anos. A velhice não é um demérito, claro. Ao mesmo tempo, não sei como ele vai conseguir enfrentar o carluxismo nas redes sociais.

A escolha de seu nome para comandar a propaganda lulista é espantosa também por outro motivo. Ele foi um dos principais opositores do acordo entre Lula e Geraldo Alckmin. Até aderiu a um abaixo-assinado contra a chapa, com o argumento de que o PT poderia vencer aliando-se apenas com o bloco de esquerda. 

Em seu novo papel, Rui Falcão vai engolir tudo o que disse sobre o velho tucano, porque os petistas costumam ser obedientes e fazem o que o chefe manda. O sinal, porém, é confuso. Como mostrou a Crusoé, Lula seduz o centro, mas é a esquerda esclerosada que vai dar as cartas em seu terceiro mandato. É o risco Lula: o eleitor tem de votar no escuro.

Em 2016, o tesoureiro da campanha de Rui Falcão foi alvo da Lava Jato. Pensei que sua carreira fosse terminar naquele instante. Eu estava enganado. Aos 78 anos, ele está de volta, com a missão de recauchutar a campanha de outro alvo da Lava Jato, dois anos mais jovem do que ele. O país do futuro vai continuar no passado.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....