Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ex-ministro da Cultura também vira réu

Ex-ministro da Cultura também vira réu
Imagem: Reprodução

Sérgio Sá Leitão, ex-ministro da Cultura e atual secretário estadual de Cultura e Economia Criativa de São Paulo, também virou réu após uma denúncia do MPF aceita pela juíza Adriana Cruz, da 5ª Vara Federal Criminal do Rio.

Como noticiamos ontem, o diretor-presidente afastado da Ancine, Christian de Castro Oliveira, agora também é réu, juntamente com Sá Leitão e outros seis servidores.

De acordo com o MPF, o grupo atuava com o objetivo de favorecer a candidatura de Christian à presidência da Ancine. Entre os crimes apontados, estão violação de sigilo funcional, prevaricação, crimes contra a honra, denunciação criminosa e associação criminosa. O MPF também pediu o afastamento de cinco dos denunciados, além de indisponibilidade de bens e ressarcimento integral dos danos causados à União.

A denúncia, aceita pela juíza, mostra mostraram a proximidade entre Sá Leitão e Christian. “Fica claro que, por terem agido quebrando sigilo funcional, prevaricado, praticado crimes contra a honra e denunciação caluniosa, enviado notícias falsas para veículos de imprensa e ao Ministério Público Federal, os agentes públicos da Ancine e do MinC ora denunciados obtiveram resultados em benefício próprio. Além da nomeação de Christian de Casto Oliveira à presidência da Agência, galgaram ascensão para cargos comissionados de prestígio e confiança direta do Ministro da Cultura e do Diretor-presidente da Agência Nacional do Cinema”, relata a denúncia do procurador da República Antonio do Passo Cabral.

O MPF diz que, após quase dois anos tendo proveito de cargos de maneira ilícita, os denunciados tiveram um aumento patrimonial de pelo menos R$ 60 mil cada.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....