Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Até fundo de Itaipu pagou show de Gusttavo Lima

Com cachê médio de R$ 870 mil, cantor sertanejo foi contratado por apresentações em cidades pequenas, pagas sem licitação
Até fundo de Itaipu pagou show de Gusttavo Lima
Foto: Gusttavo Lima via Facebook

O cantor sertanejo Gusttavo Lima entrou na mira do Ministério Público, nesta semana, por causa de dois contratos milionários firmados com prefeituras de Roraima e Minas Gerais. Levantamento de O Antagonista mostra que não foram casos isolados.

Só este ano, o artista vendeu seu show para pelo menos cinco cidades, embolsando R$ 4,3 milhões. Como já mostramos, as prefeituras de São Luiz (RR) e Conceição de Mato Dentro (MG) pagaram, respectivamente, R$ 800 mil e R$ 1,2 milhão.

Lima também foi contratado por R$ 850 mil pela prefeitura de Santa Terezinha do Itaipu, cidade paranaense de 23 mil habitantes, para cantar na edição deste ano da Fespop – a Festa Popular do município, localizado às margens do lago criado pela represa em Foz do Iguaçu.

O valor pago pela prefeitura de Santa Terezinha é equivalente a R$ 33,60 por habitante. O dinheiro veio de royalties que a cidade recebe do tratado de Itaipu, celebrado entre Brasil e Paraguai.

Com o dinheiro dos royalties, a prefeitura também arcou com os shows das duplas Cleyton e Romário (R$ 100 mil) e Henrique e Juliano (R$ 663,5 mil), do Dennis DJ (R$ 200 mil) e do grupo Raça Negra (R$ 200 mil).

O festival ainda contou com shows de Frejat, Alok, Wesley Safadão e Maiara e Maraísa – mas a prefeitura não divulgou o quanto pagou pelas apresentações.

Além da cidade de Conceição de Mato Dentro, O Antagonista identificou um outro show de Gusttavo Lima em Minas Gerais: ele recebeu R$ 800 mil por uma apresentação em Campos Gerais, em evento está marcado para setembro.

O cachê do sertanejo bolsonarista é maior do que os das outras atrações convidadas para quatro dias de evento: o DJ Alok foi convidado a tocar na festa por R$ 300 mil; Fernando e Sorocaba por  R$ 160 mil.

Na Bahia, Lima fará uma apresentação na Festa da Banana de Teolândia, cidade de 15 mil habitantes a 280 km de Salvador. Quanto vale o show? R$ 704 mil.

O valor pago pelas apresentações de cantores vem aumentando ano após ano, em ritmo maior que o da inflação: em 2020, a prefeitura de Campos Gerais pagou R$ 500 mil pelo mesmo show de Gusttavo Lima.

Em 2019, a cidade baiana de Salinas da Margarida, com população de 13.400 habitantes, desembolsou R$ 400 mil por um espetáculo do músico; no mesmo ano, o município paulista de Colina conseguiu uma pechincha: o show dele para a Festa do Cavalo local custou R$ 303 mil.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....