Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Agamenon: Funk sertanejo

Os sertanejos universitários são um triste exemplo de como anda a educação no Brasil: 90% são analfabetos, e o resto não sabe ler nem escrever
Agamenon: Funk sertanejo
Agamenon/O Antagonista

Como disse Euclides da Cunha, “o sertanejo é antes de tudo um ricaço”. Hoje em dia, a dupla Milionário e Zé Rico seria considerada pobre perto de Luan Santana e Zé Trovão. Além da corrupção, das negociatas e das rachadinhas, o país vive sob a ameaça de mais um crime ambiental, uma verdadeira hecatombe ecológica, que são os sertanejos universitários. Como vivem em dupla, essas criaturas se reproduzem descontroladamente feito ratos e não têm um predador,  pois estão no topo da cadeia alimentar.

Os sertanejos universitários são um triste exemplo de como anda a educação no Brasil. Noventa por cento são analfabetos, e o resto não sabe ler nem escrever. Onde é que esses cantores arrumaram o diploma? E que universidade foi essa? A parada é muito simples: eles cobram milhões para se apresentar em cidades miseráveis do interior. Para pagar os cachês, as prefeituras usam as verbas públicas destinadas à saúde e educação. Até aí, nenhum problema. Mas o povo ainda tem que escutar a dupla cantar a madrugada inteira, o que é uma desumanidade.

O sertanejo universitário é o verdadeiro agrobusiness que faz o progresso da nação. Os sertanejos vieram do povo, e por isso as canções são todas de grande pobreza lítero-poética. As músicas só falam da mesma coisa: cornidão, bebida  e motéis, não necessariamente nessa ordem. Por que é que eles não falam do que realmente entendem, que é ganhar muita grana e andar de jatinho pra cima e pra baixo? 

Vejam bem, tirando a inveja, não tenho nada contra o esquema do sertanejo universitário. O único problema é que nunca fui convidado para participar dessas mamatas milionárias. Foi assim que tive mais uma ideia genial e brilhante: estou lançando o “jornalismo universitário”, que também vai ser formado por duplas de analfabetos iletrados gananciosos. A primeira vai ser Sabino & Mainardi e, logo em seguida, Agamenon & Mendes & Pedreira, o primeiro trio sertanejo composto por apenas um indivíduo —no caso, eu mesmo.

Os sertanejos criticaram a Anitta por ter feito uma tatuagem anal numa região remota de sua anatomia. Mas agora, com esses escândalos financeiro-sertanejos, eu entendi o porquê dessa bronca. Os agrocantores não querem que ninguém chegue perto do lugar que eles encheram de grana.

Agamenon Mendes Pedreira é jornalista do ogronegócio.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....