Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

A cidade mais feliz da Ucrânia

Lucas Mendes, em Lviv, manda seu primeiro boletim de guerra para O Antagonista
A cidade mais feliz da Ucrânia
Foto: Pavlofox, Pixabay

Lucas Mendes está em Lviv. Nesta quinta-feira, ele vai fazer o Manhattan Connection diretamente da cidade ucraniana, sob o bombardeio russo.

Ele mandou o seguinte boletim de guerra para O Antagonista:

“Chegamos a Lviv com três horas de atraso por causa das bombas de sábado. 

O trem ficou parado muito tempo para inspeções, à procura de agentes infiltrados. Uns quinze voluntários para lutar pela Ucrânia trocaram de roupa e se vestiram para o combate. Os agentes levaram um português. Os espanhóis eram doidinhos. E os dois brasileiros, um de São Paulo e outro de Goiás, não quiseram dar entrevista. 

Hoje, o  farmacêutico libanês que me fez um teste de Covid – o segundo em 3 dias, negativos – me disse que Lviv é a cidade mais feliz da Ucrânia, por isso mora aqui. Não há ninguém dançando nas ruas, mas há menestréis em algumas esquinas e ontem, num shopping, levei um susto quando todo mundo na área dos restaurantes ficou de pé e cantou o hino da Ucrânia.

As sirenes alertando para bombas tocam três ou quatro vezes por dia. Ontem, num bairro residencial no subúrbio de classe média, fui para o abrigo no porão, Sete pessoas: três homens e uma vovó com duas crianças. Lá na rua um tráfego intenso e normal. Usei uma vez o colete à prova de balas e senti muito calor. Desisti dele, e nunca usei o capacete: incômodo e pesado.

Vinte e quatro horas por dia na CNN agora sobre um possível mas suspeitíssimo acordo de cessar-fogo. Todos os comentaristas desconfiam dos russos.”

O Manhattan Connection será exibido ao vivo, no MyNews, às 8 e meia da noite. 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....