Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Vou pedir ao eleitor que faça aquilo que os líderes não foram capazes"

Paulo Hartung insiste na defesa de uma candidatura alternativa a Lula e a Jair Bolsonaro na corrida presidencial de outubro
“Vou pedir ao eleitor que faça aquilo que os líderes não foram capazes”
Foto: Fred Loureiro/Secom/Governo do ES

Paulo Hartung (foto), no Canal Livre, da Band, disse que é preciso insistir na construção de uma candidatura alternativa a Lula e Jair Bolsonaro.

“Acho que é bom para o país. Mas pode não chegar ao segundo turno? Pode. Mas pode ser relevante para decidir o rumo do segundo turno”, disse.

“E ao invés de negociar apoio político em troca de ministério, vamos fazer uma negociação nova: de apoio político em torno de questões programáticas”, acrescentou o ex-governador do Espírito Santo.

Hartung afirmou também que, no entender dele, o melhor programa para o país está no grupo de políticos do qual ele faz parte e que trabalha para uma alternativa a Lula e Bolsonaro.

“Onde ele [esse grupo] falha? Ele não tem a boa conversa com o país, não conseguiu ainda, não aprendeu a transformar essas boas ideias numa boa mobilização. Mas tem tempo para isso. O que falta? A capacidade de comunicar. Nós precisamos ter humildade e aprender a conectar.”

Ele comentou, ainda:

“Se a gente puder ter um candidato só, é o ideal. Se não for possível, aí eu vou pedir ao eleitor brasileiro que faça aquilo que os líderes não foram capazes de fazer: que o eleitor brasileiro escolha um e carregue os votos nele. Porque, se ele não for para o segundo turno, ele vai ser influente no segundo turno, ele vai ajudar a decidir o rumo do país, o programa que o país vai seguir, e não simplesmente um movimento de adoração de personalidades.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....