Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Vizinhança radioativa

Vizinhança radioativa
BRASÍLIA, DF, 13.11.2019 – PROTESTO-VENEZUELA: Militantes favoráveis ao ditador venezuelano, Nicolás Maduro, agridem apoiadores do presidente autoproclamado do país, Juan Guaidó. Um grupo pró Guaidó entrou na embaixada na Venezuela em Brasília (DF), onde foram rechaçados por defensores do ditador Maduro. Militantes do partido de esquerda chegaram ao local para defender a embaixada e o governo da Venezuela do que eles classificam como tentativa de golpe, nesta quarta-feira (13). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

“A confusão na Embaixada da Venezuela é o mais bem-acabado exemplo de como as crises nos países vizinhos podem ter consequências no Brasil”, informa a Crusoé.

“Um punhado de atitudes poderiam ajudar o Brasil a blindar-se da desintegração dos vizinhos. Em uma mensagem no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro começou falando em forças externas, mas sem dar nomes aos bois. ‘Diante dos eventos ocorridos na Embaixada da Venezuela, repudiamos a interferência de atores externos’, escreveu o presidente. A acusação de que estrangeiros estão manobrando no jogo político nacional é grave e deve ser objeto de investigação. ‘O Brasil não pode permitir tal intromissão. Este é o momento de perguntar se a Polícia Federal, as Forças Armadas e a Agência Brasileira de Inteligência estão devidamente equipadas e fazendo o seu trabalho’, diz o advogado Luis Fernando Baracho, especialista em direito internacional.”

Leia a reportagem na íntegra:

Vizinhança radioativa

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....