Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Barroso: “Vivemos um déficit imenso de civilidade”

Em palestra na Universidade de Oxford, no Reino Unido, o ministro do STF defendeu o processo eleitoral brasileiro
Barroso: “Vivemos um déficit imenso de civilidade”
Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O ministro Luís Roberto Barroso (foto), do STF, afirmou neste sábado (25), durante evento na Universidade de Oxford, que o pensamento conservador no Brasil foi “capturado pela grosseria, ofensa e falta de respeito”. A declaração ocorreu depois de ele ser interrompido em palestra na qual ele defendia o processo eleitoral do país.

Barroso relatava que, quando presidiu o TSE, impediu o abominável retrocesso que seria a volta do voto impresso com contagem pública manual”. Ele foi interrompido nesse momento por duas pessoas que disseram ser “mentira” que os críticos das urnas pedem contagem manual.

“Com todo respeito, se você entrar em qualquer lugar, vai ouvir do presidente da República [Jair Bolsonaro], e da autora da proposta, que queria voto impresso com contagem pública manual. Esse é um fato. A partir daí, cada um pode achar o que quiser, mas esse é um fato”, respondeu Barroso.

Ele acrescentou: “Esse é um dos problemas que nós estamos vivendo no Brasil, um déficit imenso de civilidade.”

“Precisamos resgatar a capacidade de divergir com respeito, viramos um país de ofensas.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....