Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Vendas de diesel devem voltar a bater recordes em 2023, aponta governo

Cálculos da EPE apontam que volume chegará a 63,5 bilhões de litros, maior volume dos últimos cinco anos; volume de gasolina deve diminuir
Vendas de diesel devem voltar a bater recordes em 2023, aponta governo
Foto: Roberto Parizotti/Fotos Públicas

As vendas de diesel no Brasil devem continuar uma escalada que se intensificou com a pandemia, e alcançar o maior volume do combustível já comercializado em um ano. Cálculos da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), subordinada ao Ministério de Minas e Energia, apontam que o país chegará a 63,5 bilhões de litros vendidos, um aumento de 1,4% em relação aos 62,6 bilhões de litros projetados para 2022.

O consumo do combustível já vem em alta histórica desde o início da pandemia: em 2021, o país usou 62,1 bilhões de litros de diesel, ante 57,5 bilhões no ano anterior.

As vendas de diesel, de acordo com os técnicos, registraram as máximas impulsionados pela agropecuária, mineração, construção civil e comércio eletrônico. No entanto, o consumo deve refletir não apenas na escalada de preços dos combustíveis como também nas expectativas do mercado para a economia brasileira. 

Outros combustíveis ainda não se recuperaram do baque causado pela pandemia: os técnicos da EPE esperam que o Brasil venda 38,2 bilhões de gasolina comum no ano que vem, menos que nos dois anos anteriores. As vendas de etanol podem subir até 20,3 bilhões no próximo ano, mas ainda abaixo do consumido em 2019. O mesmo acontece com o querosene de aviação.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....