Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Velhas amizades

Dias Toffoli estaria tentando se reaproximar de Lula, magoado com o ministro desde o velório de seu irmão Vavá, quando foi impedido de deixar a cadeia
Velhas amizades
Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O Globo informa que Dias Toffoli enviou emissários — dois deputados federais e alguns advogados amigos — para “promover a paz entre ele e Lula”. A matéria diz que o ex-presidente nunca perdoou o ministro por impedi-lo de ir ao velório do irmão Vavá, em janeiro de 2019.

“Para Lula, que foi quem nomeou Toffoli para o STF, esse gesto pesou mais até do que a aproximação do ministro com Jair Bolsonaro ou o fato de ele se referir ao golpe militar de 1964 como o ‘movimento de 1964’.”  

Lembra ainda que Lula comprou briga para nomear o jovem ex-advogado do PT para o Supremo, em 2009. Os tais emissários do ministro alegam em sua defesa que “quando precisou, Toffoli estava lá”, votando favoravelmente nas “ações diretas de constitucionalidade que possibilitaram a saída de Lula da cadeia”.

O que mais impressiona nessa história toda não é a tentativa de reaproximação, mas a normalização do toma lá dá cá.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....