Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Vale: indenização de R$ 1 milhão por trabalhador morto em Brumadinho é 'absurda'

A mineradora pede na Justiça a rejeição do processo ou a redução no número de familiares indenizados
Vale: indenização de R$ 1 milhão por trabalhador morto em Brumadinho é absurda
Foto: Agência Brasil

A Vale recorreu nesta segunda-feira (5) da decisão judicial que determinou o pagamento de R$ 1 milhão em danos morais por trabalhador morto no rompimento da barragem da empresa em Brumadinho, em Minas Gerais.

O pedido para que a ação civil pública seja rejeitada foi apresentado à 5ª Vara do Trabalho de Betim.

Caso a Justiça do Trabalho decida manter a condenação, a defesa da mineradora pede a redução no número de familiares de trabalhadores mortos com direito à indenização. A mineradora alega que a condenação de R$ 1 milhão por vítima é “absurda”.

O pedido de indenização por danos morais foi apresentado pelo Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Extração de Ferro e Metais Básicos de Brumadinho e Região, que reivindica o pagamento da indenização para os 131 funcionários diretos da empresa que faleceram no episódio.

No recurso, a Vale pede a exclusão de 21 pessoas da relação de indenizados. A mineradora diz que os trabalhadores não compõem a categoria do sindicato autor. A empresa também pediu novamente para excluir aqueles que já entraram com ações individuais ou fecharam acordos com cláusula de quitação ampla e geral.

Em nota divulgada há cerca de 2 semanas, a Vale informou que 1.600 familiares de vítimas do desastre desde 2019 já foram indenizadas. A mineradora afirma ter pagado R$ 2 bilhões nos acordos.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....