Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Um país que asfixia seu povo num camburão

A morte de Genivaldo na “câmara de gás” da PRF passa longe de ser resultado das ideologias de direita ou de esquerda, escreve André Marsiglia Santos
Um país que asfixia seu povo num camburão
Foto: Reprodução

A morte de Genivaldo dos Santos na “câmara de gás” improvisada na viatura da Polícia Rodoviária Federal passa longe de ser resultado das ideologias de direita ou de esquerda que ocupam ocasionalmente o poder, escreve André Marsiglia Santos, em artigo na Crusoé.

“Afinal de contas, se na direita uns merecem a complacência e a preocupação do perdão presidencial, se na esquerda outros merecem a liberdade e o punir para quê, se o crime já foi cometido, os Genivaldos não merecem nada – só a prisão e o gás. Nem a esquerda, nem a direita, ninguém se importa.

E isso não muda no Brasil e ninguém no Brasil muda isso porque a questão não é política ou ideológica, mas profunda e estrutural. Vem do Brasil Império, passa pelo Brasil República e segue interessando que tudo fique como está. Vale a pena a muitas pessoas que Genivaldos sucumbam sem ter direitos, que os direitos privilegiem apenas a alguns poucos e que esses poucos deem de ombros para os que sucumbem.”

Leia aqui a íntegra do artigo (aberto para não assinantes).

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....