Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Turma anti-Moro da União Brasil ameaça debandada se aliança com ex-juiz vingar

Em fevereiro, o TSE deverá formalizar a fusão entre DEM e PSL, abrindo espaço para as decisões em torno da corrida presidencial deste ano
Turma anti-Moro da União Brasil ameaça debandada se aliança com ex-juiz vingar
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O Antagonista apurou que a turma anti-Sergio Moro da União Brasil tem feito a seguinte ameaça aos dirigentes de DEM e PSL, que se fundirão para criar o novo partido: se a aliança com o ex-juiz da Lava Jato vingar, pularão fora.

Leia também: O “ladrão”, o “assassino” e “o odiado pela classe política”

No último dia 14, publicamos que ainda não se tem clareza sobre o tamanho do apoio que Moro teria entre parlamentares de DEM e PSL. Naquela mesma semana, um dirigente do DEM disse que “tem muito bolsonarista no DEM e no PSL”.

Agora se sabe que parte desses que não querem caminhar com Moro (foto) tem feito chegar à cúpula das duas siglas que mudará de legenda se as conversas com o pré-candidato do Podemos avançarem.

Ontem, noticiamos que, em conversas internas, Luciano Bivar, que presidirá a União Brasil, perdeu a paciência sobre a resistência de ACM Neto e Ronaldo Caiado a uma eventual filiação de Moro.

Como antecipamos, há, além da possibilidade de uma coligação, a chance de o ex-juiz se filiar ao novo partido, encabeçando uma chapa presidencial que poderia ter a deputada Renata Abreu, presidente do Podemos, como vice.

As decisões serão tomadas após o TSE formalizar a fusão do DEM com o PSL, o que está previsto para fevereiro.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....