Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Torre atingida por avião de Marília Mendonça não era ilegal, diz Cemig

Cantora sertaneja, seu produtor, seu tio, o piloto e o copiloto da aeronave morreram no acidente em Caratinga, no sul de Minas
Torre atingida por avião de Marília Mendonça não era ilegal, diz Cemig
Reprodução/SuperCanal

A Cemig, empresa distribuidora de energia de Minas Gerais, afirmou em nota que a linha de transmissão atingida pelo avião que levava a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas “está fora da zona de proteção do Aeródromo de Caratinga”.

Reiteramos que a Cemig segue rigorosamente as Normas Técnicas Brasileiras e a regulamentação em vigor em todos os seus projetos. As investigações das autoridades competentes irão esclarecer as causas do acidente. A Companhia novamente lamenta esse trágico incidente e se solidariza com parentes e amigos das vítimas.”

Ontem, a companhia confirmou que o avião bimotor atingiu um cabo de uma torre de distribuição da empresa.

A cantora e compositora sertaneja de 26 anos, seu produtor, seu tio, o piloto e o copiloto da aeronave morreram no acidente. O choque do bimotor com uma linha de alta tensão foi apontado por testemunhas como a provável causa da tragédia.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....