Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Todos os senadores têm condições de pleitear uma vaga no TCU", diz Kátia

Antonio Anastasia e Fernando Bezerra Coelho também estão na briga pelo espaço aberto com a ida de Raimundo Carreiro para a embaixada em Portugal
“Todos os senadores têm condições de pleitear uma vaga no TCU”, diz Kátia
Reprodução/TV Senado

Na sessão da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), a senadora Kátia Abreu (PP), que pleiteia o cargo de ministra do Tribunal de Contas da União (TCU), fez um discurso com citações à família e traçou a trajetória de sua vida pessoal para dizer que é “obcecada” por administração e gestão.

“Graças a Deus, eu não tenho um processo que duvide da minha idoneidade. Sei que muitos são processados injustamente e vão provar sua inocência, mas eu nunca fui processada.”

Emocionada, a senadora do PP de Tocantins registrou a presença da mãe, dos irmãos e dos netos no Senado, para acompanhar a votação de hoje.

“Muitos amigos perguntam para mim: ‘Que remédio você toma? Que vitamina você bebe, para ter tanto vigor, tanta garra e tanto trabalho?’ A minha vitamina é a minha história, é o exemplo da minha mãe, é a minha fé no Espírito Santo de Deus: é o que me move.”

Kátia (foto) afirmou que não estudou administração, não frequentou universidades, mas é “obcecada” pelo tema. A senadora também comentou que o tribunal de contas já a fez “passar raiva”.

“Quantas vezes o tribunal de contas me passou raiva, quantas vezes esses auditores nos passam raiva às vezes… Mas estão fazendo o trabalho deles. E, graças a Deus, o trabalho deles corrigia o meu. Eu dizia à minha equipe: ‘O que ele indicarem vamos fazer, eles estudaram para isso.”

Kátia também disse desejar que os pares, “iluminados pelo Espírito Santo de Deus, possam fazer a melhor escolha para o país”.

“Todos os senadores têm todas as condições de pleitear uma vaga no TCU. Não estou aqui porque sou melhor do que vocês: apenas uma oportunidade, um desejo que surgiu.”

Além de Kátia, Antonio Anastasia (PSD) e Fernando Bezerra Coelho (MDB) disputam a vaga ao TCU. Os três concluirão o mandato no Senado no ano que vem.

Trata-se da disputa mais acirrada no Senado para essa vaga dos últimos 13 anos. O escolhido ocupará o lugar de Raimundo Carreiro, que ganhou a embaixada do Brasil em Portugal em uma costura política para que Jair Bolsonaro tentasse ter mais um aliado no tribunal de contas.

Ministros do TCU têm cargo vitalício e se aposentam compulsoriamente aos 75 anos. O salário é de R$ 37.328,65,​ mais vários benefícios.

Durante o dia, os candidatos à vaga no TCU serão sabatinados na CAE. A votação no plenário do Senado está prevista para o fim de tarde desta terça-feira (13): ganha quem receber maioria simples dos votos. O voto é secreto.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....