Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

TJ do Rio nega pedido para anular impeachment de Wilson Witzel

O ex-governador foi condenado após fraudes na compra de equipamentos e celebração de contratos durante a pandemia do coronavírus
TJ do Rio nega pedido para anular impeachment de Wilson Witzel
Governador Wilson Witzel concede entrevista coletiva

O desembargador Bernardo Garcez, do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do estado do Rio de Janeiro, negou novo mandado de segurança apresentado pelo ex-governador Wilson Witzel (foto) que pedia a nulidade do julgamento do Tribunal Especial Misto que aprovou seu impeachment

O mandado de segurança apresentado pela defesa do ex-governador não foi aceito pelo magistrado. 

“Verifica-se que o mandado de segurança não se presta à impugnação de decisão sobre a qual se operou a coisa julgada. Portanto, este writ é inadmissível por falta de interesse adequação”, disse.

O desembargador lembrou que o TJ negou recurso contra a decisão do Tribunal Especial Misto e que depois o Supremo Tribunal Federal confirmou a decisão. 

Witzel foi condenado pelo Tribunal Especial Misto por 10 votos a 0 por crimes de responsabilidade em fraudes na compra de equipamentos e celebração de contratos durante a pandemia do coronavírus.

Os deputados e desembargadores concluíram que Witzel cometeu atos ilícitos. Para os julgadores, o ex-governador cometeu os crimes de responsabilidade de atentar contra a Constituição Federal, especialmente contra a probidade na administração e de proceder de modo incompatível com a dignidade, a honra e o decoro do cargo.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....