Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Temporal em Petrópolis foi mais intenso do que o registrado em 2011

Professor da Escola Politécnica da UFRJ Matheus Martins afirmou que o volume de água e a velocidade das chuvas foram muito maiores
Temporal em Petrópolis foi mais intenso do que o registrado em 2011
Reprodução/redes sociais

O temporal que caiu ontem em Petrópolis (RJ) e deixou ao menos 71 mortos foi mais intenso do que o registrado em janeiro de 2011. Na ocasião, chuvas torrenciais causaram enchentes e deslizamentos de terra na Região Serrana do Rio, afetando principalmente as cidades de Nova Friburgo e Teresópolis e causando 918 mortes.

O professor da Escola Politécnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especialista em drenagem urbana Matheus Martins afirmou à IstoÉ que o volume de água e a velocidade das chuvas foram muito maiores.

“Fazendo uma comparação com 2011, o posto com o índice mais alto registrou quase 282 milímetros em oito horas. Ontem, o posto do Alto da Serra registrou 221 milímetros em quatro horas. Além disso, a intensidade da chuva, que é a velocidade com que a chuva bate no solo, foi muito maior. A maior intensidade registrada em Nova Friburgo em 2011 foi de 88 milímetros por hora, a de Petrópolis, ontem, no posto do Alto da Serra, chegou a quase 200 milímetros por hora, uma intensidade muito grande”, disse.

Pelo menos 54 casas foram destruídas pelas chuvas de ontem e 377 pessoas foram acolhidas em abrigos improvisados.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....