Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Telegram diz que não há evidências de hacking

O perfil oficial do Telegram no Twitter informou na rede que “não há evidências de qualquer hackeamento” no aplicativo no caso das mensagens divulgadas pelo Intercept.

Segundo a empresa, é provável que tenha ocorrido o uso de um malware (um programa nocivo) ou a falta de uso da verificação em duas etapas, que protege as mensagens de acesso por terceiros.

Em outras palavras, o Telegram afirma que o hackeamento provavelmente foi no celular ou outro dispositivo de alguém, e não no aplicativo.

O blog de tecnologia Manual do Usuário sugere que alguém conseguiu acesso ao Telegram de Deltan Dallagnol, personagem comum de todas as conversas relatadas pelo Intercept. O invasor teria acessado o aplicativo por meio de um outro dispositivo e pode ter deixado rastros.

O Telegram permite exportar um extrato dos últimos endereços IP que tiveram acesso à conta.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....