Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

STJ concede domiciliar a sócio de "Faraó dos bitcoins"

Tunay estava preso desde 25 de agosto sob a acusação de ter montado um esquema bilionário fraudulento de pirâmide financeira
STJ concede domiciliar a sócio de “Faraó dos bitcoins”
Foto: Gustavo Lima/STJ

O presidente do STJ, ministro Humberto Martins, concedeu prisão domicliar a Tunay Pereira Lima, sócio de Glaidson Acácio dos Santos, o “Faraó do bitcoin“. 

“A situação do requerente é juridicamente idêntica à dos corréus beneficiados com medidas cautelares diversas da prisão, em especial à de sua própria esposa Márcia que está atualmente em prisão domiciliar. Assim, não há distinção de natureza pessoal que impeça a extensão”, disse o ministro.

De acordo com a decisão, o preso fica proibido de ter contato com terceiros, seja quem for, salvo familiares próximos, profissionais da saúde e advogados. O ministro também determinou o desligamento das linhas telefônicas fixas e entrega à autoridade policial de todos os telefones móveis e computadores.

Tunay, que agora vai usar tornozeleira eletrônica, estava preso desde 25 de agosto sob a acusação de ter montado, junto com o “Faraó”, um esquema bilionário fraudulento de pirâmide financeira. Segundo as autoridades, Tunay chegou a receber, entre 2017 e 2020, transferências no valor total de R$ 77 milhões diretamente de contas ligadas à empresa ou ao próprio ex-garçom.

Em setembro do ano passado, o Superior Tribunal de Justiça negou um novo pedido de liberdade apresentado pela defesa do “Faraó dos bitcoins”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....